domingo, 8 de junho de 2008

SINO DE OURO EM PESCOÇO DE JUMENTOS: A INUSITADA APARIÇÃO DE ARNALDO DIAS BAPTISTA EM ARARAS!...



Na distante data de 25-11-1978, o célebre e polêmico cantor Arnaldo Dias Baptista - o "Loki" -, ex-integrante da lendária banda Os Mutantes, inéditamente, iria se apresentar em Araras.

àra quem não sabe, a revista inglesa "Time Out", em 2006, os chamou Os Mutantes de "a maior banda psicodélica de todos os tempos". E a coisa não para por aí: a banda está entre as mais experimentais de todos os tempos, segundo a revista "Mojo", também inglesa. Tem mais ainda: Kurt Cobain, do Nirvana, grande admirador dos Mutantes, ajudou a lhes dar a aura badalada que levou à ressurreição da banda. Quando o Nirvana tocou no Brasil em 1993, ele tentou se encontrar com Arnaldo Baptista, e quando isto não deu certo, ele enviou um bilhete que agora parece profético. "Arnaldo, tudo de bom para você e tenha cuidado com o sistema", ela dizia. "Ele engole você e o cospe como um caroço de cereja marasquino".

Os responsáveis por sua inusitada aparição, na então (e sempre insossa) cidade de Araras, era a faculdade Uniararas - na época, conhecida como FRESA (Fundação Regional de Ensino Superior) -, já instalada lá nos altos além do Cemitério Municipal (e que Deus a tenha...)

Acontece que os infelizes alunos da faculdade fizeram uma divulgação pífia do grande evento: imprimiram um folderzinho vagabundo em mimeógrafo, e colocaram alguns num ponto ou outro da cidade. E, para piorar a falta de respeito para com o grande astro, marcaram seu show no mesmo dia em que a A. A. A.(piscina) iria fazer um concurso de - a "onda disco" estava no auge...

Resultado: compareceram cerca de 20 privilegiadas pessoas no raro show, enquanto que na "piscina" a noite bombou!... Eu era adolescente na época, e me recordo que colocamos 20 cadeiras em forma de meia-lua em frente ao palco, e, ali, nos desbundamos com um show belo e especialíssimo com o Loki acompanhado de uma grande banda e um repertório incrível - ele tocou várias pérolas do grande disco de 1974: "Lóki", como: "Não estou nem aí", "Vou me afundar na lingerie" e "Te amo podes crer". "Corta jaca", "Trem" e "Emergindo da ciência" seriam gravadas neste mesmo, mas o disco só saiu em 1988, o "Elo Perdido". Já "Hoje de manhã eu acordei" seria lançada nálbum "Singin' Alone", de 1980.

O Arnaldo fez o show sem ressentimentos, mas disseram, depois, que ele havia chorado nos bastidores, de tristeza e frustação... Mas a culpa não era dele, mas sim dos alunos da faculdade e deste povo alienado e ingrato desta cidade, e também, porque não, da então odiada onda disco, execrada com ódio mortal pelos rockeiros de todo o país.

Como eu estava ciente do "momento histórico" deste especialíssimo show em terras canavieiras, tive o cuidado de guardar para o meu precioso baú, um exemplar deste raríssimo "folder", que documenta esse malfafado dia em que Araras cometeu uma heresia contra um dos grandes astros do rock brasileiro.

Curiosamente, a flautista, percussionista e cantora da banda, era nada mais nada menos que a atriz da Rede Globo, Martha Melinger (Malhação, Luz do Sol, Cristal, etc.).

É por isso que eu sempre digo, quando me recordo desse dia inesquecível : a aparição do Loki em Araras foi - para usar uma expressão minha - um sino de ouro em pescoço de jumentos (com todo o respeito aos autênticos jumentos). Mas os jumentos, é óbvio, não foram os 20 privilegiados que curtiram o grande show, mas sim os maria-vai-com-as-outras que foram travoltear no embalo de sábado a noite na pista da A. A. A...

É por essa e mais outras que eu me considero Inimigo Público Nº 1 desta maldita cidade!

VEJA O SITE DO ARNALDO AQUI:
http://www.arnaldobaptista.com.br/

Um comentário:

  1. Martha Mellinger naquela altura do campeonato ja era EX esposa do Arnaldo, e mae de seu unico filho, Daniel. Se separaram em fins de 77, mas permaneceram amigos...Hoje ela é atriz de TV

    ResponderExcluir