segunda-feira, 25 de agosto de 2008

COINCIDÊNCIA OU NÃO?



Sou um velho colecionador de imagens interessantes e curiosas, e hoje, trago aqui algumas dessas curiosidades que pincei aqui e ali ao longo dos anos, e achei que é chegada a hora de dar-lhes forma e divulgar.

SEMELHANÇAS...

Aqui, o famoso retrato de Da Vinci, a “MonaLisa”. Abaixo, à esquerda, a atriz Simone Spoladore, no personagem Maria, da minissérie “Os Maias”; à esquerda, a atriz portuguesa Maria de Medeiros. A Simone, na pose, a gente dá um desconto, mas a atriz portuguesa chega a parecer um pouco a célebre Monalisa.



* * *

COINCIDÊNCIAS...

Na figura abaixo, a primeira imagem é um desenho à bico de pena do famoso desenhista peruano Percy Lau (1903-1972), que faz parte de seu célebre livro "Tipos e Aspectos do Brasil" (1942), publicado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (para o qual Percy trabalhava). Os desenhos de Percy - "o ilustrador mais visto do Brasil" -, retratam a diversidade do ecossistema e do povo brasileiro, e sabe-se que estas mesmas ilustrações, foram usadas em outros livros de Geografia e História que formaram várias gerações: uma infinidade de crianças que viajaram o Brasil nos fiéis desenhos de Percy! A outra imagem a foto, é do nosso conhecido ator, o Paulo Gorgulho, num close tirado durante as gravações da novela Pantanal, em 1989, como o personagem José Leôncio. O fotógrafo se inspirou em Percy ou não?



* * *

PROPOSITAL...

A pintura abaixo é o famoso "Lição de Anatomia do Dr. Nicolas Tulp", do pintor Rembrandt, 1632. A foto, é da peça teatral “A Controvérsia”, do ator Paulo José. Baseada em texto de Jean-Claude Carriére, a peça remonta à 1550 e narra o debate entre o missionário Bartolomeu de Las Casas (Matheus Nachtergaele) e o padre Sepúlveda (Otávio Augusto), realizado em torno da seguinte questão: os índios teriam alma? Essa disposição dos atores na foto, eu acho que é proposital mesmo e faz alusão aos famosos quadros.

Agora, veja esta: na foto seguinte, a capa de um disco da banda de rock Ten Years After, em que se vê uma estátua que parece ser uma das 12 estátuas dos profetas que ficam na basílica de Bom Jesus de Matosinhos, em Congonhas do Campo, Minas Gerais. À direita, estátua do profeta Joel, do Aleijadinho...














O problema é saber que raio de estátua é esta no disco do Ten Years After, pois ela não é uma das estátuas do Aleijadinho. Mas a semelhança é impressionante.


Esta, é de um flagrante de marinheiros norte-americanos em um bordel de Natal, Rio Grande do Norte, durante a campanha da II Guerra Mundial, e a outra a capa do disco "Muscle of Love" do Alice Cooper, de 1974, último disco com a banda original. A semelhança de ambiente - ambas com marinheiros em bordéis, e a semelhança de gesto do marinheiro norte-americano e do baterista Neil Smith é notável.
.


.
* * *

Um comentário: